5 de junho de 2013

“Quem conta um conto, aumenta um ponto.”




Salve, salve, turma que acompanha o blog Diário Virtual de Leitura!
É com muita satisfação que registramos hoje mais uma postagem de muitas que virão em parceria mais que especial com a professora Josélia Pereira da Silva e seus alunos do 2º ano do curso de Finanças da EEEP Elsa Mª. Porto Costa Lima em nosso espaço de interação e aprendizagem através da internet.
A postagem marca a criação da página no blog intitulada “Quem conta um conto...” que tenta responder a frase sempre aumentando um ponto, pois os alunos, juntamente com a professora orientadora do projeto, escreveram contos com temáticas orientadas que ilustrarão o espaço central do Diário Virtual como também serão leituras constantes na página criada especialmente para tal fim.
Vale relembrar que o conto é um texto narrativo centrado em um relato referente a um fato ou determinado acontecimento. Sendo que este pode ser real, como é o caso de uma notícia jornalística, um evento esportivo, dentre outros. Podendo também ser fictício, ou seja, algo resultante de uma invenção.
Segundo Ana Paula de Araújo no site Infoescola, a partir do adágio popular que motivou a criação do nome da nossa página: “Quem conta um conto, aumenta um ponto”, diz que foi dessa forma que esse tipo de texto surgiu. Não sendo por acaso seu nome, o conto teve início junto com a civilização humana. As pessoas sempre contaram histórias, reais ou fabulosas, oralmente ou através da escrita. O conceito de conto, hoje em dia, foi ampliado em relação a este citado acima. Isto se dá porque escritores passaram a adotar esse tipo de texto como uma forma de escrever, e essa tentativa tem sido promissora. Além de utilizar uma linguagem simples, direta, acessível e dinâmica o conto é a narração de um fato inusitado, mas possível, que pode ocorrer na vida das pessoas embora não seja tão comum.
O texto a seguir é consequência de um projeto fundamentado em gêneros textuais, na orientação teórica, no desenvolvimento (acompanhado) e na prática contínua da escrita. A temática abordada é focada na cidadania e o seu papel no meio social.

Obra do destino
            O sol nascia lindo para os pequenos moradores da cidade de Ninai. Com o clarão, eles acordavam prontos e dispostos a continuar os afazeres do cotidiano. Entre todos eles, existia um especial, Júnior, um pequeno cidadão órfão de 13 anos, que ralava muito para se manter vivo naquela cidade. Todas as manhãs, ele acordava cedo para trabalhar com seu velho e pequeno violão.
            Um dia muito exausto daquela vida, decidiu pedir ajuda a um grande homem, rico e de expressão rude que via todos os dias, conhecido como Querêncio, o grande prefeito daquela pequeníssima cidade. E...

Então, galerinha leitora e seguidora do blog, quer para saber o desfecho deste conto? Aceite o convite de viajar no mundo do “faz de conta” dessa turma criativa, vá até a página “Quem conta um cont@...” e descubra o desenrolar da trama. Ah! Não se esqueça de registrar em seu comentário suas impressões.
Boa leitura a tod@s!

22 comentários:

  1. Gostei é bem interessante porque vem trazendo o surgimento do conto desde a civilização humana. E de todo o processo que passou até ser conhecido e bastante usufruído como é hoje em dia, tonando-se uma necessidade de leitura para pessoas que gostam de histórias com uma linguagem menos formal e imaginária.
    Natália de Lima
    Finanças 3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo natalia os contos são bastante utilizados, criados e lidos. Gosto bastante de ler contos, pois são textos narrativos e podemos encontrar facilmente.
      E quero tambem incentivar os alunos do curso de finanças do segundo ano ques estao produzindo os contos juntos com a professora.
      Karina dos santos
      FINANÇAS 3

      Excluir
  2. gostei muito é muito interesante

    kenia mara enfermagen2

    ResponderExcluir
  3. Muito legal, pois fala sobre os contos.
    Enfermagem II
    taiana Silverio

    ResponderExcluir
  4. gostei muito achei interesante pnto de vista de cada um

    ResponderExcluir
  5. gostei muito é super legal ess contos


    Thatyanne enfermagem II

    ResponderExcluir
  6. Realmente os contos são muitos ultilizados.. e pra mim é uma forma de leitura bastante imteressante. gosto muito de ler contos e aconcelho a todos a lerem. aposto que vão gosta bastante..

    Fabricio Coelho
    Finanças 3

    ResponderExcluir
  7. Muito bacana esse texto, “Quem conta um conto, aumenta um ponto”, quer dizer que quando uma pessoa esculta um texto ou alguma conversa, nunca conta do mesmo jeito sempre aumenta alguma coisa '

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo co você Jean Santos , o texto é muito bacana'
      vinicius da silva
      finanças III.

      Excluir
  8. Muito bacana o texto. O mesmo retrata a reailidade na qual vivemos e a qual presenciamos diariamente. Deve-se ter muito cuidado com o que ouvimos e maneira com a qual a transmitimos. Por isso, devemso sempre saber escutar e refletir o nocco modo de falar sobre as coisas.

    Leonardo Lopes
    Informática 3º ano

    ResponderExcluir
  9. Muito legal a postagens, que traz a origem do conto. Gostaria de parabenizar a professora Josélia e seus alunos do segundo ano de financia, pela o belíssimo projeto, pois quando lemos um conto viajamos para um mundo de fantasia fazendo que a leitura seja bastante interessante e pra quem criar e satisfatória.

    Maiza Virginio
    Informática III

    ResponderExcluir
  10. Bastante interessante! Os contos sao obras incriveis, que devemos desfrutar muito, nunca deixando de lado a essencia da leitura. Um trabalho maravilhoso da professora josélia, espero que os alunos de finanças aproveite
    Muito.
    Priscila de Finanças III

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Muito boa às apresentações, não pude assistir a todas, mas as que eu assisti estavam fantásticas, parabéns professora Josélia e a todos os alunos que fizeram uma ótima apresentação.

    Annyelton
    3° Ano de Informática

    ResponderExcluir
  13. Quem conta um conto, aumenta um ponto! Realmente sempre é aumentado um ponto, é como se fosse um telefone sem-fio .. O conto "A obra do destino" é bem interessante, principalmente o desenrolar da história. O que me chamou mais atenção foi a frase no final : Há três coisas que não se voltam atrás, a flecha lançada, a palavra pronunciada e a oportunidade perdida.
    Parabéns a professora Josélia e seus alunos pela realização do projeto!

    ResponderExcluir
  14. Postagem muito boa sobre contos. Contos são bastantes interessantes pois nós faz imaginar muitas coisas, até mesmo lendo esse pequeno trecho do conto já até consigo imaginar um desfecho para o jovem.

    Victor Tadeu
    Informática 3

    ResponderExcluir
  15. Gostei bastante do texto, são incriveis as obras que tem os contos...

    Sara Barbosa
    Finanças |||

    ResponderExcluir
  16. Contos são utilizados diariamente por todos, pena que quase ninguém sabe ao certo o que é, pois contamos historias ou para pessoas e vai se espalhando sempre acrescentando mais alguma coisa.
    Eu adoro ler contos ...
    3° ano, Finança$ '

    ResponderExcluir
  17. Adorei o final do conto, ele nos ensina a valorizar as pessoas independente de sua classe social ou cor. Gostaria de parabenizar o autor e agradecer ao blog por estar sempre nos mostrando essas coisas e nos incentivar a leitura.

    Finanças III

    ResponderExcluir
  18. Gostei muito interessante essa postagem mostrando oque realmente é um conto alem de nos mostra um contp belissimo q nos ensina a respeitar as pessoas independente da classe ou raça social.

    ResponderExcluir
  19. Como todos os outros gêneros textuais o conto é onde você expressa seus desejos, suas vontades, suas imaginações. É muito bom ler e escrever contos, pois não se leva muito em conta a linguagem formal e você navega totalmente nas imaginações. É muito importante saber que esses contos foi surgido desde as civilizações, onde as pessoas já contavam seus feitos, suas histórias, suas ficções. Além de outros tipos de gêneros textuais que admiro, o conto é um dos que gosto bastante de ler.

    Dara Senna'
    Finanças III

    ResponderExcluir
  20. Josélia como sempre arrasando com seus projetos. Amei esse, não gosto muito de escrever, mas amo ler contos, poemas, poesias e etc.
    #David Alcântara
    #Informática two

    ResponderExcluir

A menina de Goiás

       Saudações literárias, turm@ que acompanha o blog Diário Virtual de Leitura!       Após um período de ócio produtivo, o bl...