26 de julho de 2012

A toalha

     Saudações turminha, que segue o blog Diário Virtual de Leitura!
    Nossa postagem de hoje vem repleta de aventura. Recebemos este texto no início das férias e agora temos a honra de postá-lo. 
    O texto é intitulado A toalha, da aluna Mariza Batista do 2° ano do curso de Informática.Mariza já é colaboradora do blog faz tempo.
    Reflitamos então a respeito do texto e postemos nossas impressões de leitura.

A Toalha
http://www.serendipidade.com/tag/comunicacao/page/3/


Como viver sem uma tolha?
Ela te seca e enxuga as lágrimas.
Deixa tudo bem sequinho como a seca do sertão.
Embala-te o corpo, viaja na escuridão.
Mora no seu apê, mas não sabe valer.

Como viver sem uma tolha
Vai na mochila para onde vais: Marte ou  Plutão.
Às vezes, simplesmente acaba rasgada no chão.
Onde encontrar?
Na varanda da vizinha que acabou de roubar.

Como viver sem uma tolha?
Tão preciosa que não pode trocar.
Guardada dentro do caixão
ao lado de um lampião
Com sete velas na mão.

Como viver sem uma tolha?
Passada de geração em geração
O mesmo cuidado se vai
às viagens para Passárgada
Esqueceram-lhe no porão.

Como viver sem uma tolha?
Às vezes me pareço como uma toalha
Dura ou esquecida, porém com sabedoria
Estou sempre ali a viajar
Dentro do banheiro até você procurar.

Mariza Batista, aluna do 2º ano do curso de Informáticada EEEP Elsa Maria Porto Costa Lima.

19 comentários:

  1. Muito bom gostei, o texto nos passa um mensagem muito bonita, quando temos algum problema em nossas vidas sabemos a pessoa sabia para isso mais não nos importamos e ficamos como dito no texto “duro e esquecido”.

    Informática III
    Marcos Antônio Filho

    ResponderExcluir
  2. Muito bom o texto pois apresenta uma lição que podemos levar pra nossa vida,então ai vem a pergunta nas nossas mentes " será que eu realmente estou tratando as coisas de jeito que as próprias merecem?" fica ai a reflexão do texto.
    Informática II
    Mikael rodrigues

    ResponderExcluir
  3. Esse texto mostra que muitas vezes esquecemos o valor e a importância de algumas pequenas coisas.

    Mirela Kathlyn,
    Enfermagem 2º Ano

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito desse texto, muito bom ver um tão bom texto sai de um dos nossos profissionais... Parabéns mesmo

    ResponderExcluir
  5. So lembrando ao escrito do blog, que o termo toalha está errado em todos os parágrafos.

    ResponderExcluir
  6. Parabéns Mariza, adorei o texto! Em nosso dia-dia á objetos simples mas que são fundamentais para a rotina necessária.
    É como viver sem uma 'TOALHA'
    AMANDA SILVA
    ENFERMAGEM 2°ANO

    ResponderExcluir
  7. Muito bom ! seu texto mariza , você que passa para as pessoas que as coisas que ajente acha mais simples é a coisa que mais precisamos no dia a dia.
    Ramon Pacifico
    Enfermagem 2

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Muito bom adorei o texto parabéns Mariza.
    Pois bem o texto nos trás aquilo que usamos muito mais nunca damos o valor necessário os objetos da nossa vida como no texto fala a toalha que sempre está lá para nos enxugar nossa lagrimas, nosso suor. Ou qual quer outro objeto que você use no seu dia a dia esqueça de da valor só oque é caro e comece a perceber as coisa mais simples da vida.
    ASS:José Rômulo 2° informática

    ResponderExcluir
  10. Esse texto e muito bom, pois nos mostra o quanto não damos o valor merecido a coisas tao simples... que esta com nosco todos os dias como a toalha... temos que aprender a dar valor ao que temos, mais somos de um jeito tao assim que só aprendemos a adar o valor necessário as coisas quando perdemos.... valeu marisa parabéns

    Mercia Maria
    turismo 3 ano...

    ResponderExcluir
  11. Interessante né como um objeto tão simples dá um ótimo
    texto com uma imaginação fértil, como a da Mariza.

    ResponderExcluir
  12. Como mesmo sita o texto: "Como viver sem uma toalha?" as vezes não notamos as simples coisas que existem em nossas vidas, coisas essas que não saberíamos viver sem elas, não damos valor suficiente ou merecidas a elas. Após lê esse texto fiquei a refleti: " Será que eu estou dando o merecido valor as minhas coisas? Ou estou deixando elas passarem por mim sem ser notadas?"
    Esse texto mim deixou uma enorme lição. Adorei, e, estar de parabéns á autora desse incrível texto.

    Andreza do Nascimento
    Turismo III.

    ResponderExcluir
  13. Parabéns Mariza. Esse texto é uma boa reflexão para nos mostrar a dar valor as simples coisas do nosso cotidiano. Existe muitas coisas tão simples mas por ser uma coisa do dia a dia não damos valor, mas quando perdemos...

    Victor Tadeu
    Informática 2

    ResponderExcluir
  14. Parabéns marisa belíssimo texto , uma ótima reflexão que esse texto nos traz, pois nos mostra o grande valor que tem as coisas pequenas.
    Maiara moura
    Informática II

    ResponderExcluir
  15. E dessa vez a Mariza vem nos mostrando atravez de textos que ate as pequenas coisas sao importantes...
    Despresamos pelo simpleas fato de ser uma toalha, mais é importante :)
    parabéns mlr'

    ResponderExcluir
  16. Os textos de Mariza são uma verdadera reflexão, ela nos faz valorizar o pequeno objeto uma grande parte da nossa vida nos mostra que nao conseguiriamos viver sem ele.
    Williane Valente, Mário Valente e Solange Gracia
    Infor II

    ResponderExcluir
  17. Mariza Batista é uma autora de textos muito esgraçados que faz uma misturada em várias coisas e faz um texto inconparavel e que a tristeza no mundo dela nao existe de maneira alguma.Esse texto então, muito legal e sem comparações.
    Willianne Valente, Mário Valente e Solange Garcia
    Infor II

    ResponderExcluir
  18. Mariza batista e uma otima escritora seus textos saõ muitos engraçados,pra esse texto sem palavaras.

    ResponderExcluir
  19. O que me faz refletir nos textos de mariza saõ as maneiras que ela escreve,por exemplo ela traz as coisas que vivemos e retrata isso atravez dos seus textos.

    ResponderExcluir

A menina de Goiás

       Saudações literárias, turm@ que acompanha o blog Diário Virtual de Leitura!       Após um período de ócio produtivo, o bl...