O florescer humano

       Saudações leitoras, turm@ que acompanha e interage no blog Diário Virtual de Leitura!
     A postagem de hoje abre o mês de agosto com muita aprendizagem e perseverança, pois a indicação de leitura refere-se ao livro "Tempo de esperas: o itinerário de um florescer humano"do padre Fábio de Melo e aqui gostaríamos de esclarecer que independente da escolha religiosa o blog, como espaço virtual e democrático, expõe, indica, reflete, questiona e discute os mais diversificados tipos de leituras, gêneros e suportes textuais. Mas a indicação não vem sozinha, nossa colaboradora Alanna Monteiro também nos presenteia com uma reflexão acerca de sua leitura da obra.
     Para instigar sua leitura é válido saber que o livro narra a história de dois personagens, Abner e Alfredo. De um lado, um velho professor que resolveu refugiar-se numa vida simples, abandonando todas as glórias da vida acadêmica, e de outro, um jovem estudante de filosofia, cujo sonho é alcançar o que professor resolveu abandonar. Num contexto de desilusões e esperanças, estes dois homens estabelecem uma instigante troca de correspondências.
     Através de confissões corajosas e sinceras, eles descobrem que muito mais que estarem em lados opostos do desejo, como se fossem o passado e o futuro de uma mesma existência, eles estão diante do desafio humano que nunca cessa: compreender o tempo das esperas.
     Gostou da prévia?  Então leia a seguir a reflexão enviada por Allana para ser compartilhada com nossos querid@s leitores e seguidores.


Sobre o amor, o medo e a vida.

O nosso interior é muito mais complexo do que o nosso físico, e por mais que mantenhamos um convívio diário e constante com alguém ninguém melhor do que nós mesmos paramos para nos descobrir, para nos desvendar.
Às vezes não nos permitimos a essas descobertas, não temos em nós o interesse da busca pelo eu que se guarda, se refugia em algum hemisfério do espírito. Então Deus nos envia pessoas e as colocam em nossas vidas para que nos dê este desejo, alguém que naturalmente faça brotar em nós o desejo da descoberta, da busca constante pelo melhor de nós mesmos. E Abner, personagem do livro "Tempo de esperas: o itinerário de um florescer humano" tem razão quando ressalta que quando nos surge a oportunidade de amar e amamos, esquecemos as filosofias que nos fizeram pensar em algo futuro, material e carnívoro, para viver um intenso presente, espiritual e afetuoso.
A leitura de ontem de fato, me cativou, me cativou abundantemente pela complexidade dos sentimentos que ali estavam e pelas verdades ali escritas. Mas nada mais forte e mais comum de mim para com aquela casa de palavras do que a simplicidade.
Feliz daquele que muito mais do que saber organizar as palavras, sabe usá-las sem ao menos precisar dizê-las. Eu busco isso constantemente, te amar no meu interior, e te mostrar isso em cada ato, em cada reação, em te satisfazer no carinho, no companheirismo, na amizade e, sobretudo no amor. Muito mais valioso para mim te fazer sentir, transbordar em ti no simples, no verdadeiro, no amor”.

Comentários

  1. "Então Deus nos envia pessoas e as colocam em nossas vidas para que nos dê este desejo, alguém que naturalmente faça brotar em nós o desejo da descoberta, da busca constante pelo melhor de nós mesmos. "
    Então essa foi uma parte que gostei muito.Por que é a realidade Deus, ele nos envia pessoas e coloca nas nossas vidas para serem nosso companheiro, amigo e faz brotar em nós o desejo da descoberta , da busca para o nosso melhor.

    ResponderExcluir
  2. - ''O nosso interior é muito mais complexo do que o nosso físico, e por mais que mantenhamos um convívio diário e constante com alguém ninguém melhor do que nós mesmos paramos para nos descobrir, para nos desvendar...'' Bom gostei desse trecho, pois me identifico. As pessoas várias vezes tenta nos entender, até nós mesmo... Com o passar dos dias, anos, nós enchergamos que cada dia de nossas vidas, a gente muda, tanto por dentro como por fora, nunca nos permanecemos apenas de um jeito, sempre há mudanças. Defeitos, qualidades, dois fatos de nossas vidas em que é impossível mudar. As vezes tento me entender, me olho no espelho e vejo que é impossível, pois nem eu mesma sei dos meus limites, mais sempre procuro me descobrir.

    ResponderExcluir
  3. Bom!! O texto nos fala das emoções, dos sentimentos, das pessoas que estão ao nosso lado, enviadas por Deus, e faz refletir de que nem sempre damos o devido valor pra quem realmente quer estar ao nosso lado, e devemos sempre compartilhar o amor, o carinho.

    Enfermagem 01

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O CARNAVAL DE ONTEM E HOJE

As tão sonhadas férias chegaram e...

Vamos travar a língua?