O banco da vida

      Saudações leitoras, turm@ que interage no blog Diário Virtual de Leitura!
     Mais um mês que se inicia, mais uma semana , mais um dia, enfim, a rotina que não cessa  permeada das relações afetivas, profissionais, familiares.  A vida, sempre a vida nos impulsionando a girar e pensando nisso, o texto de hoje leva-nos a uma reflexão sobre o tempo, o que fazemos dele, a nossa relação com o tempo, o seu valor.
     O texto intitula-se O banco da vida e não encontramos a autoria, por isso desde já quem souber o nome do autor do texto fique a vontade para postar nos comentários. De início há uma pergunta tentadora que nós, aqui do blog, também queremos saber: se você tivesse  depositado na sua conta de banco  86.400 reais, em que você gastaria? Difícil? Fácil? Dúvida? Então, vamos ao texto!


O Banco da Vida 

Imagine se você tivesse  depositado na sua conta de banco todos os dias 86.400 reais, e que você deveria gastar esse valor, porque no final do dia sua conta seria zerada, e no dia seguinte mais 86.400 reais seriam depositados. Todos nós somos clientes desse banco, e esse banco chama-se: TEMPO!
Deus nos dá 86.400 segundos para serem vividos da melhor maneira possível: amando, aprendendo, ensinando, caindo, levantando, vivendo…
Para saber o valor de um ano, pergunte a um garoto que repetiu o ano.
Para saber o valor de um mês, pergunte a uma mulher que teve um filho prematuro.
Para saber o valor de uma semana, pergunte a um editor de um jornal semanal.
Para saber o valor de um dia, pergunte às pessoas tem tarefas árduas para serem feitas nesse dia.
Para saber o valor de uma hora, pergunte aos amantes que não veem a hora de se encontrar.
Para saber o valor de um minuto, pergunte à quem perdeu um avião.
Para saber o valor de um segundo, pergunte à quem conseguiu evitar um acidente de trânsito.
Para saber o valor de um milésimo de segundo, pergunte à um atleta que ganhou a medalha de prata nas Olimpíadas.
Por isso não desperdice o seu tempo, ele é o seu bem mais precioso. E é com ele que você vai compartilhar com as pessoas que você mais ama: seus filhos, sua esposa, seu marido, seu namorado, sua namorada, seus avós… E a gente só se dá conta quando a gente perde: “Poxa, eu tinha tantos beijos para dar, eu tinha tantos abraços…”, a gente tem que viver o agora!
O ontem é uma história, o amanhã é um mistério e o hoje é uma DÁDIVA!
 



Comentários

  1. Respostas
    1. Verdade Rebeca. É um texto muito bom de se ler. PARABÉNS !

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Sempre admirei o tempo!
    quão grandioso é o tempo que vivemos e que nos resta.

    Uma das partes que mais me chama atenção, é a dos valores de cada ano, mês, semana, dia, hora, minuto, segundo e milésimo de segundo. Uma vez que não saibamos a sua importância, desperdiçamos.

    ResponderExcluir
  4. Uma boa reflexão! Nos estamos muito acostumado a pensar, no que vamos fazer amanhã e não o que vamos fazer HOJE. . .

    ResponderExcluir
  5. Adorei essa reflexão está de parabéns ,pois temos que organizar o nosso tempo pensar em cada dia ,viver o hoje e deixar para viver o amanhã só quando amanhecer.
    Enfermagem 1

    ResponderExcluir
  6. Ótima reflexão! Uma das coisas mais maravilhosas que Deus nos deixou foi o tempo. E por que será que as pessoas ainda disperdiçam tanto tempo com coisas tão banais?
    Enfer 1

    ResponderExcluir
  7. O nosso tempo ele não é usado é desperdiçado. Devemos utilizarmos de maneira consciente e aproveitar cada momento pois o tempo é curto e temos muito a viver.

    enfermagem 1

    ResponderExcluir
  8. Reflexão perfeita. A maioria das vezes não sabemos aproveitar e dar valor ao nosso tempo, vivemos em mundos distantes da realidade, perdendo a oportunidade de poder conhecer dentro de cada um de nós o nosso tempo correto, cada ser tem sua forma de passar o tempo, e temos que deixar ele passar vivendo.

    Enfermagem 01

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O CARNAVAL DE ONTEM E HOJE

As tão sonhadas férias chegaram e...

Vamos travar a língua?