29 de agosto de 2013

Qual poema de Drummond você é?

        Saudações poéticas, turm@ que acompanha o blog Diário Virtual de Leitura!
       Você já pensou alguma vez em ter poema, música ou crônica dedicados a sua pessoa? Talvez para algumas pessoas que foram ou são inspiração para os artistas a resposta seja afirmativa, mas se você não se enquadra neste círculo o blog encontrou um teste super, hiper, mega interessante no site Educar para Crescer supervisionado pelo professor Dr. Ronaldo de Oliveira Batista, coordenador do Curso de Letras da Universidade Presbiteriana Mackenzie. 
       Clique no link abaixo da imagem a seguir e veja qual o poema de Drummond você mais se parece não esqueça de deixar em seu comentário a resposta do teste.





6 comentários:

  1. Não me identifiquei muito com o poema, mas gostei muito da didática da pesquisa, uma maneira de conhecermos poemas que muitas vezes a gente não vê circulando pelas redes social que é muito típico as pessoas postarem principalmente de Drummond.

    ResponderExcluir
  2. O poema de Drummond é muito legal,deveria ser divulgado mais poemas igual o dele.

    Marcos
    Informática III

    ResponderExcluir
  3. O teste é bem interessante! Adoro ler poemas, a forma como eles nos envolve é incrível. O meu poema no teste foi 'Os Ombros Suportam o Mundo', este poema relata as coisas mais comuns, mesmo já acontecidas e, que ainda acontecem, como por exemplo as guerras e a fome.

    ResponderExcluir
  4. Relei esse poema uns 10 vezes e não entendie nada.
    só gostei dessa parte:Você é o poema "Poema de Sete Faces"
    Você é gauche. Você faz o estilo acanhado, tímido, e acha que todos te reparam. O mundo é grande aos seus olhos, mas pequeno para os seus braços.

    POEMA DE SETE FACES
    Quando nasci, um anjo torto
    desses que vivem na sombra
    disse: Vai, Carlos! ser gauche na vida.

    As casas espiam os homens
    que correm atrás de mulheres.
    A tarde talvez fosse azul,
    não houvesse tantos desejos.

    O bonde passa cheio de pernas:
    pernas brancas pretas amarelas.
    Para que tanta perna, meu Deus, pergunta meu coração.
    Porém meus olhos
    não perguntam nada.

    O homem atrás do bigode
    é sério, simples e forte.
    Quase não conversa.
    Tem poucos, raros amigos
    o homem atrás dos óculos e do -bigode,

    Meu Deus, por que me abandonaste
    se sabias que eu não era Deus
    se sabias que eu era fraco.

    Mundo mundo vasto mundo,
    se eu me chamasse Raimundo
    seria uma rima, não seria uma solução.
    Mundo mundo vasto mundo,
    mais vasto é meu coração.

    Eu não devia te dizer
    mas essa lua
    mas esse conhaque
    botam a gente comovido como o diabo.

    ResponderExcluir
  5. Um teste bastante interesse , o resultado foi esse: Você é o poema "Os Ombros Suportam o Mundo"Você é inconformado. Teus olhos já não acreditam no que veem ao redor. Você sabe que é hora de mudar, que o mundo já não cabe nem nele mesmo nem em você.

    É sempre bom fazer testes desses tipos, nos deixam curiosos e ansiosos pelos resultados!

    ResponderExcluir
  6. Ollha ai o meu poema..


    Resultado
    Carlos Drummond de Andrade

    Foto: Companhia das Letras/Divulgação


    Você é o poema ''Congresso Internacional do Medo''

    Você é político. Você não foge e nem se esquiva de um debate. Sabe que o medo de enfrentar pode ser paralisante e então sobe ao púlpito e diz o que pensa sobre o mundo!


    CONGRESSO INTERNACIONAL DO MEDO
    Provisoriamente não cantaremos o amor,
    que se refugiou mais abaixo dos subterrâneos.
    Cantaremos o medo, que estereliza os abraços,
    não cantaremos o ódio, porque este não existe,
    existe apenas o medo, nosso pai e nosso companheiro,
    o medo grande dos sertões, dos mares, dos desertos,
    o medo dos soldados, o medo das mães, o medo das igrejas,
    cantaremos o medo dos ditadores, o medo dos democratas,
    cantaremos o medo da morte e o medo de depois da morte.
    Depois morreremos de medo
    e sobre nossos túmulos nascerão flores amarelas e medrosas.

    Jefferson Nascimento# Hospedagem III

    ResponderExcluir

A menina de Goiás

       Saudações literárias, turm@ que acompanha o blog Diário Virtual de Leitura!       Após um período de ócio produtivo, o bl...