Poeme-se com Leminski

      Salve, salve, turm@ que acompanha o blog Diário Virtual de Leitura!
     Nossa postagem de hoje vem em dose dupla. Estamos indicando o site bem descolado e sempre antenado com as questões da arte, literatura e música, enfim sobre leitura., falamos do site Revista Bula de onde também vem nosso texto-base a poesia Bem no fundo de Paulo Leminski. 

     Escritor, crítico literário e tradutor, Paulo Leminski foi um dos mais expressivos poetas de sua geração. Influenciado pelos dois irmãos Augusto e Haroldo de Campos deixou uma obra vasta que, passados 25 anos de sua morte, continua exercendo forte influência nas novas gerações de poetas brasileiros. Seu livro “Metamorfose” foi o ganhador do Prêmio Jabuti de Poesia, em 1995. Entre suas traduções estão obras de James Joyce, John Fante, Samuel Beckett e Yukio Mishima. Na música teve poemas gravados por Caetano Veloso, Gilberto Gil, Guilherme Arantes e parcerias com Itamar Assumpção, José Miguel Wisnik e Wally Salomão. 
     Paulo Leminski morreu no dia 7 de junho de 1989, em consequência de uma cirrose hepática que o acompanhou por vários anos. Leiamos a seguir o poema e, logo após, não se esqueça de destacar um trecho que mais lhe chamou atenção e deixe em seu comentário uma breve análise do porquê de sua escolha.
     Boa reflexão a tod@s!

Bem no fundo

No fundo, no fundo,
bem lá no fundo,
a gente gostaria
de ver nossos problemas
resolvidos por decreto
a partir desta data,
aquela mágoa sem remédio
é considerada nula
e sobre ela — silêncio perpétuo
extinto por lei todo o remorso,
maldito seja quem olhar pra trás,
lá pra trás não há nada,
e nada mais
mas problemas não se resolvem,
problemas têm família grande,
e aos domingos
saem todos a passear
o problema, sua senhora
e outros pequenos probleminhas.

Fonte: http://www.revistabula.com/385-15-melhores-poemas-de-paulo-leminski/

Comentários

  1. " No fundo, no fundo,
    bem lá no fundo,
    a gente gostaria
    de ver nossos problemas
    resolvidos por decreto"

    Bom escolhi este trecho por que me identifiquei...pois , creio que não é só comigo que isso acontece, mas sempre buscamos as soluções dos nossos problemas em lugares distantes através de atitudes extravagantes ...pois muitas vezes o problema pode ser resolvido com algo simples, um gesto, uma palavra, um ato de bondade , mas o orgulho que insiste em perseguir o SER HUMANO não permite , e então , a solução para tal questão parece não existir.
    O poema é bastante interessante e reflexivo aconselho a todos.

    Enfermagem 1

    ResponderExcluir
  2. Lindo esse poema... Adorei *--*
    #Comércio I

    ResponderExcluir
  3. Lindo esse poema... Adorei *--*
    #Comércio I

    ResponderExcluir
  4. Lindo esse poema... Adorei *--*
    #Comércio I

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. "mas problemas não se resolvem,
    problemas têm família grande"

    A pura verdade, acho que somos motivados pelos nossos problemas, porque quando solucionamos um, aparecem vários, e como Leminski citou "problemas tem família grande"

    #infomática 1

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. "...maldito seja quem olhar pra trás,
    lá pra trás não há nada,
    e nada mais
    mas problemas não se resolvem..."

    Não se resolvem mesmo , o poema fez-me refletir nos meus problemas, e com ele tirei de base , que devemos sempre enfrentar nossos problemas , pois de nada irá se fazer quando se acumularem. Certifique-se de seu potencial, enfrente todos com a cabeça erguida, não deixe nenhum sequer para depois. Ao enfrentar problemas e resolvê-los, você estará mais forte quando os novos chegarem.

    Abraços, #Comércio 1

    ResponderExcluir
  9. ...Mas problemas não se resolvem,
    problemas têm família grande...


    Esse trecho me fez pensar que os problemas eles realmente não irão se resolver, nós como pessoas maduras devemos enfrenta-los, outros virão mas tenho plena certeza de que não serão piores do que os já passados.

    Enfermagem 01

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. "mas problemas não se resolvem,
    problemas têm família grande".

    bom este trecho me fez refletir que ao tentar solucionar um problema, outro problema podemos encontra. formando assim uma família de problemas, uma família de grandes problemas.
    #informática 1

    ResponderExcluir
  12. " No fundo, no fundo,
    bem lá no fundo,
    a gente gostaria
    de ver nossos problemas
    resolvidos por decreto"
    Esse foi o trecho do poema que mais me identifique afinal quem não queria? Isso são apenas obstáculos que a vida nos dar, mais acredito que a vida só da obstáculos para quem tem a capacidade de encarar ele, e no final sair vitorioso.

    Enfermagem 1

    ResponderExcluir
  13. No fundo, no fundo,
    bem lá no fundo,
    a gente gostaria
    de ver nossos problemas
    resolvidos por decreto
    Esse foi o trecho que também me chamou atenção! Por ele ser bem direito e o que muitas pessoa queria na vida de hoje em dia .
    Enfermagem 1

    ResponderExcluir
  14. " No fundo, no fundo,
    bem lá no fundo,
    a gente gostaria
    de ver nossos problemas
    resolvidos por decreto

    adorei este trecho pois realmente queríamos que nossos problemas fossem resolvidos da maneira mas rápida que pena que não é assim, mas bem que poderia ser. rsrsrsrsr

    Millena Enfermagem 1

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O CARNAVAL DE ONTEM E HOJE

As tão sonhadas férias chegaram e...

Vamos travar a língua?