Saudações afetivas, turma que acompanha o blog Diário Virtual de Leitura!
     A postagem de hoje é ao mesmo tempo registro e homenagem a quatro profissionais que contribuíram na realização e continuidade do projeto Diário Virtual de Leitura. Nossos sinceros agradecimentos aos professores: Edna Oliveira, Clara Núbia, Jemima Silvestre e Nailson Rocha, que de maneira profissional e dedicada à profissão colaboraram  significativamente na formação e na aprendizagem dos alunos da EEEP de Aracati.
    Desta forma, o texto a seguir é dedicado a estes profissionais e marca o início da participação da professora Edna Oliveira como colaboradora externa do blog. O texto de sua autoria tem como título Borboleta de Deus.
    Leiamos e deixemos nossa homenagem em forma de comentário aos professores com o sentimento de agradecimento e desejos de muito sucesso na vida profissional de cada um deles.

BORBOLETA DE DEUS

Ainda estou  no casulo.
Está bem apertado, não consigo me mover.
Até que no início estava mais fácil,
Pois eu ainda me encontrava bem pequena.

Conforme o tempo passa
Tudo vai mudando
Sinto o meu espaço diminuir
Fico sem ação, preciso de ajuda!

Não por mãos de homens
Deus pode me ajudar
Tentaram me ajudar, foi pior
Passei a estar desprotegida,  pois ainda não era o tempo.

Lutei com as minhas próprias forças.
O que eu faço agora!
Oro, espero, pois sei que tudo tem o seu tempo
Está muito difícil!

Mas sei que Deus está no controle.
O Senhor está me moldando.
Eu, a borboleta, preciso ficar um tempo determinado no casulo.
Do contrário ficarei murcha, minhas asas não terão mais a mesmo brilho

Mas este casulo me sufoca
Não consigo encontrar forças e espaço para
Resolver com as minhas próprias mãos
Sei que não posso.

Aprendi com meus erros.  
Que Deus é quem sabe a hora da minha libertação.
E quando este dia chegar
Voarei alto, muito alto!

Ele saberá que estarei preparada
Para receber a benção que Ele tem para mim.
E vou voar e serei livre, livre, livre...
E quão admirada é uma borboleta!
Que embeleza e alegra onde quer que passe

Assim serei eu
Resplandecendo em mim o amor e unção do Senhor
Confiando sempre que
Borboleta de Deus eu sou!!!

                                                                                            Edna Oliveira - outubro/2011
 



Comentários

  1. Sentirei muita falta destes grandes mestres, em especial de Nailson pois além de um grande professor era diretor de turma de Informática 3, sala onde estudo. Mas, fico feliz em saber que ele , e os outros dois professores estão em busca do seu melhor, do crescimento, do sucesso e de sua felicidade. Boa sorte nessa nova etapa, nessa nova aprendizagem e fé em Deus que vocês alcançaram seus objetivos. Saudades :/

    ResponderExcluir
  2. Saudades' sentirei muito desses professores que assim se foram desta casa. E que de alguma forma contribuiu para minha aprendizagem de forma geral. Boa Sorte e muuito sucesso na vida de todos eles !
    Deus os Abençõe Sempre. <3

    Dara Senna'
    Finanças III

    ResponderExcluir
  3. A saudade será imensa, sentirei muita falta do professor de geografia Nailson. Desejo uma boa sorte aos três , e lembrem-se sempre "tudo tem o seu tempo", as coisas boas tambem vem com o tempo , a meta da vida é lutar, lutar, lutar e nunca desistir. Foco , Força e Fé !

    ResponderExcluir
  4. Essa mensagem me tocou muito, pois realmente somos borboletas de Deus.Temos que aprender que tudo na vida tem seu tempo, e que devemos ter paciência e esperar que o melhor estará por vim.temos que ter fé e acreditar que tudo vai dar certo se deus permitir...
    e essa borboleta eh como se fossemos nós dentro do ventre da nossa mãe. adorei.

    karina dos santos silva; 3º de finanças.

    ResponderExcluir
  5. Pessoas entram de certa forma em nossas vidas e ficam marcadas pra sempre em nossos corações. E quando vai embora, deixa milhares de lembranças em nossa mente. Nosso querido Professor Nailson, deixa um vazio na Escola Profissional e também uma saudade imensa. Só tenho a desejar muito sucesso nessa nova etapa da vida desses três profissionais incríveis.
    Ana Senna ‘
    Finanças III

    ResponderExcluir
  6. Primeiramente os meus parabéns a professora Edna Oliveira pelo seu lindo texto e por dois anos aturar os alunos de enfermagem 2011. Agradeço em nome da turma por todo apoio que a mesma nos deu quando era nossa diretora de turma. Apoio esse de ouvir, aconselhar, repreender, ensinar, insistir...
    Prossigo parabenizando tanto ao professor Nailson Rocha(carinhosamente conhecido pela sala atual enfermagem III de: Bucho de pote) como também a professora Jemima Silvestre por seus esforços para nos repassar conhecimentos de suas devidas áreas.
    Obrigada educadores!

    Vanessa Maria da S. Viana Carvalho - Enfermagem III

    ResponderExcluir
  7. Parabenizo a todos os professores , principalmente a Edna oliveira Ex diretora de turma da minha sala de aula enfermagem III ,uma educadora excelente que contribuiu com a educação da gente , que nos apoio , que sempre estava nos aconselhando e nos apoiando. Muito lindo seu texto , que continue assim cada vez mais dedicada e aprimorado como a senhorita é , que Deus possa lhe abençoa na estrada de sua vida , digo isso em nome da turma de enfermagem III.
    Ramon Pacifico
    Enfermagem III

    ResponderExcluir
  8. Essa texto pode ser entendido também, da nossa passagem pela escola profissional, onde nós alunos, somos pequenas borboletas e a escola se torna nosso casulo nos preparando para o mundo a fora, tendo sucessos e perdas porque tudo isso faz parte da vida, más que não impede de sonharmos e voarmos em direção ao que queremos e o que passou e está pra passar, serão lindas lembranças que ficarão para sempre em nossos corações, dedico essa mensagem aos professores que pela escola passaram e deixaram sua essência, a escola profissional e a turma do 3ªAno de finanças que eu amo demais essas borboletinhas...
    Natália Lima
    Finanças 3

    ResponderExcluir
  9. Perfeito! Um texto onde a presença de Deus é fundamental. Sem ele, não seriamos nada!

    ResponderExcluir
  10. Nesse texto podemos perceber como Deus, age por mais que estejamos tristes, aflitos, solitários e insolados do mundo, só encontramos as respostas através de Deus pois só ele tem solução pra tudo.E que nunca nenhuma solução poderá ser comparada com dada por Deus.Por isso precisamos ter calma á decisão tomada para não nos arrependermos quando já for tarde demais.
    Valdilene-InformáticaIII

    ResponderExcluir
  11. Gostei bastante deste texto onde fala de Deus e desta borboleta que estava naquele casulo tão apertado, muitas vezes nós somos esta borboleta e nem percebemos,mas podemos perceber nos momentos tristes e também nos momentos alegres.Que um dia nós possamos sair deste casulo e voar pelo mundo a fora.

    Tainan Santana Hospedagem II

    ResponderExcluir
  12. No texto fala que a borboletinha lutava com todas as forças para sair do casulo e só Deus poderia ajuda-lá,desse modo é com as pessoas que luta para alcança os objetivos e ultrapassar os obstáculos da vida.Deus nos da a liberdade de fazer as nossas próprias escolhas mesmo que seja errada,mas sempre no final Deus faz com que dê tudo certo.As coisas que acontece em nossa vida é sempre por permissão de Deus e ele tem um grande proposito na nossa vida.
    Devemos ser firme nas escolhas,corajoso para últrapassar os obstáculos,não desanimar quando nos criticar nem ter medo de ir em busca dos objetivos.
    Por/Rosiane
    Finanças 3

    ResponderExcluir
  13. Otimo para refletir.
    gostei bastante do texto.
    e aproveitar para deixar meus parabéns a professora Edna.
    Voces professores são essencias em minha vida, agradeço a Deus por voces existirem. Desejo a todos sucessos, uma vida com paz e muitas felicidades, e que todos os sonhos sejam realizados. beijos.

    ResponderExcluir
  14. Esse texto vem nos alertar que devemos confiar acima de tudo em Deus.Mas incrivel como ainda pessoas que não confiam em Deus.
    Valdilene-InforméticaIII

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O CARNAVAL DE ONTEM E HOJE

As tão sonhadas férias chegaram e...

Vamos travar a língua?